Liderança e influência são duas palavras correlacionadas entre si. Liderar significa influenciar as pessoas, nesse caso, os colaboradores em uma empresa, através de importantes competências, para alcançar os resultados. Liderar também significa administrar resistências a mudanças e conflitos que, eventualmente, possam surgir pelo caminho, bem como delegar responsabilidades sem deixar de estar no controle da situação. Mas, além disso, liderar é, acima de tudo, cumprir todas essas funções, sem desrespeitar o outro — buscando, sempre, manter o bem-estar geral da equipe.

Engana-se quem pensa que estar no comando é ditar ordens ou ser o legal. Ser um líder é inspirar o time de trabalho através do exemplo. É preservar uma postura honesta, ética, coerente, equilibrada. E demonstrar muita determinação. Conquistando, desta forma, uma das principais responsabilidades do gestor, a confiança do grupo.

O que é preciso para ser um bom líder?

Não há uma receita única para o sucesso quando se trata de liderança. Circunstâncias diferentes criam necessidades distintas e, portanto, exigem estilos diferenciados de liderança.

Por exemplo, uma empresa exigirá um tipo diferente de líder em um período de crescimento, quando está investindo em recursos do que em um período de crise, quando está reduzindo orçamentos e demitindo pessoas.

Além disso, diferentes culturas podem mostrar preferência por características específicas de liderança.

Somado a isso, existem algumas competências que são essenciais para quem busca ser referência em boa liderança:

Relacionamento Interpessoal

Boas relações no ambiente de trabalho garantem uma rotina mais agradável, um ambiente mais inovador e principalmente o alcance de maiores níveis de produtividade.

Bons relacionamentos também são necessários para o desenvolvimento de liderança. Afinal, você não possui uma boa relação com seus superiores, é mais difícil ter seu nome considerado para uma posição mais elevada na hierarquia.

Comunicação Assertiva

Pessoas que demonstram habilidades excepcionais de comunicação têm um alto potencial para cargos de liderança.

Considere que cerca de 80% de um dia de trabalho engloba alguma forma de comunicação – não obter um bom desempenho nesta área tornará difícil alcançar os melhores resultados para sua organização.

Uma boa comunicação envolve saber identificar, analisar e trabalhar os três tipos de comunicação:

  • Passiva: quando há a necessidade de evitar satisfazer suas necessidades, expressar suas opiniões ou sentimentos e proteger seus direitos para aquela situação específica de evitar o conflito;
  • Agressiva: momento quando as pessoas expressam seus sentimentos, suas opiniões e defendem suas necessidades de uma forma que viola os direitos do outro. Necessário nas situações que envolvem regras, políticas claras da empresa e que não podem ser alteradas.
  • Passiva-agressiva: forma de se comunicar indiretamente com o outro, dizendo sua própria opinião, porém colocando outra pessoa como responsável. Muito utilizado quando o líder passa uma atividade e coloca como pedido pelo seu gestor.

É essencial o líder saber utilizar na situação certa as 3 formas de comunicação acima, assim será assertivo.

Saber Ouvir

Ser um bom ouvinte aumenta a capacidade das pessoas em busca de cargos de liderança a atingirem seus objetivos de uma forma mais rápida e eficaz. O líder que realmente sabe ouvir torna-se um profissional mais competitivo.

Saber ouvir envolve bem mais do que apenas ouvir em silêncio o que outro está falando. Um bom ouvinte soma ao diálogo, promovendo pequenas interações estimulantes, de modo a provocar no interlocutor insights e novos pontos de vista.

Isso mostra que a pessoa não só está ouvindo, mas prestando atenção e processando toda a informação, de forma a trabalhar os dados que possam contribuir para a conversa.

Para saber mais sobre a importância de saber ouvir no ambiente de trabalho, leia aqui.

Visão do Negócio

Como disse Jack Welch, os bons líderes de negócios criam, articulam, possuem paixão pela visão e conduzem implacavelmente à conclusão.

Líderes que possuem uma boa visão de negócios compartilham um sonho (ou uma meta) e uma direção que outras pessoas querem compartilhar e seguir. A visão de liderança vai além da declaração de missão organizacional escrita. Envolve também a metodologia de trabalho necessária para colocá-la em prática na busca pelos objetivos da empresa.

O bom líder sabe compartilhar essa missão, passar a sua visão de negócios na busca pelos bons resultados e envolver toda a equipe na prática desse conjunto de ações, crenças, valores e metas.

Como exercer uma boa liderança?

Ainda que você tenha todas as qualidades para ser um líder, é preciso atenção em alguns pontos para se sair bem na função. Você deve enxergar, por exemplo, os seus funcionários não como um grupo único — mas, sim, como diferentes pessoas que estão ali para, junto com você, somar em prol do melhor para a empresa.

Outro erro de quem costuma delegar responsabilidades é achar que um mesmo estilo de gestão vai funcionar para todos. Por vezes, cada funcionário precisa ser estimulado de uma maneira diferente para manter-se engajado com a equipe e gerar melhores resultados. Preste atenção nas particularidades de cada pessoa dentro do grupo.

Enquanto líder, não esqueça, também, de dar feedbacks ao seu time. De preferência, ao fim de cada projeto concluído. Reconheça quando alguém faz um bom trabalho e deixe que o colaborador em questão saiba disso. É uma forma de incentivo para que a busca por frutos positivos siga constante.

Vale salientar, ainda, que quem está na liderança, em geral, não deve assumir as tarefas que delegou, oficialmente, a um colaborador — a não ser em situações excepcionais. Um líder pode — e deve — auxiliar seus funcionários no que for preciso e supervisionar o andamento das atividades, mas, nunca assumir as tarefas delegadas, originalmente, aos membros de sua equipe. Isso sobrecarrega quem está no comando e, inclusive, impede o crescimento tanto dos integrantes da empresa quanto do próprio negócio.

É saudável para a empresa a divisão das responsabilidades?

Sim. De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), “o líder moderno se preocupa em elaborar planos de ação para dividir as responsabilidades entre os setores e, assim, atingir os resultados esperados”. Segundo a entidade, delegar responsabilidades e tarefas faz parte das atividades e decisões diárias que quem está na liderança precisa tomar.

Trata-se de uma estratégia para melhor distribuir as ações da empresa e chegar a melhores resultados. “Dessa forma, ameniza os riscos e mantém seus colaboradores atentos aos processos empresarial”, acrescentou o Sebrae.

Além disso, “o ato de delegar proporciona uma maior interação com a equipe de trabalho, exigindo um esforço coletivo no alcance das metas organizacionais”, completou serviço de apoio às empresas. Não esqueça, no entanto, que um líder deve estar sempre inteirado a respeito do andamento de cada projeto.

E, então, você se considera um bom líder? Ou acha que é apto a exercer a função?Acesse a seção de treinamentos comportamentais da JJ Assessoria, fique por dentro dos nossos programas e desenvolva as suas habilidades de liderança.

O primeiro passo pra ter uma boa equipe é ter um bom líder!
Então confira aqui como aprimorar suas habilidades em liderança.

 

[contact-form-7 id="29419" title="posts"]

Pin It on Pinterest