Diante da evolução do ambiente de negócio nos últimos anos, os lideres das empresas têm se aplicado, cada vez mais, a dar atenção ao desempenho do grupo de trabalho. Atualmente, a cultura organizacional de uma empresa precisa desenvolver a capacidade de se adaptar sem descuidar da excelência e da execução no cumprimento das tarefas.

O mercado muda constantemente. A globalização eliminou barreiras geográficas; a tecnologia, além de encurtar distâncias, proporcionou inovação para os processos de trabalho e modelos de organização das empresas; a presença de novas gerações acabou impulsionando a busca por uma atualização e aperfeiçoamento progressivo.

Essa dinâmica impactou, sobretudo, a mudança no comportamento das equipes de trabalho. Atualmente, “deixar para depois” pode trazer grandes prejuízos à empresa. Agora, “é tudo para ontem”. Executar ações com rapidez, no entanto, não significa descuidar da qualidade.

Como equilibrar o senso de urgência?

O senso de urgência deve se equilibrar com a velocidade na execução das tarefas. O fato de fazer de forma rápida e fazer bem feito não deve ser interpretado como uma questão excludente. A pressa que permeia o senso de urgência não pode impactar negativamente na qualidade da produção.

O gestor da equipe deve entrar em ação justamente nessa hora, para reforçar as prioridades do projeto e atuar, de forma preventiva, atento ao controle de qualidade das produções.

O senso de urgência determina que o “agora” é o melhor tempo para fazer acontecer. Porém, como avaliar o senso de urgência de uma demanda? Isso depende muito das prioridades da empresa com relação ao cliente em questão.

A função de problematizar o senso de urgência dessa ou daquela demanda, e organizar as ações de acordo com as prioridades, cabe não só ao gestor, mas a toda equipe. Neste caso, vale considerar o tempo hábil para execução dos projetos, os recursos que devem ser empregados em cada um deles e a equipe disponível para executar determinada tarefa.

Velocidade x Senso de Urgência

É de acordo com a avaliação da equipe, e a escolha das prioridades, que se pode equilibrar a velocidade de execução e o senso de urgência das demandas.

Deve-se atentar, a todo momento, ao critério da qualidade, uma vez que a rapidez das ações pode gerar certo descuido e comprometer o resultado final do trabalho.

Mais do que a velocidade, a agilidade é decisiva no cumprimento das tarefas. Otimizar os processos e organizar as demandas entre a equipe é fundamental para favorecer um processo mais veloz, fazendo jus à urgência pré-estabelecida.

Inovação x Inconformismo

A necessidade de equilíbrio também surge quando tratamos da relação entre inconformismo e inovação. Em certa medida, o inconformismo conduz à inovação, mas os esforços devem ser direcionados.

Atualmente, a solução de eventuais problemas está intimamente ligada às ferramentas de inovação. Porém, as tarefas de criar e inovar estão condicionadas a um trabalho atento e ágil.

Portanto, deve-se tomar cuidado para o grau de inconformismo não minar a motivação do profissional em trabalhar buscando a solução. Neste aspecto, o senso de urgência e a necessidade da mudança surgem para impulsionar as ações diante de uma postura inconformada.

Qual a melhor forma de organizar as demandas?

Como equilibrar a demanda urgente com as demais tarefas? Essa pergunta reflete um grande desafio das equipes de trabalho. Ao mesmo tempo que é preciso priorizar determinada ação, não se pode descuidar dos demais projetos que estão planejados.

O senso de urgência é uma das ferramentas que pode guiar as prioridades da empresa. Dessa forma, é essencial uma postura ágil para resolver o que é urgente e se atentar às questões complementares, que não devem ser descartadas pela falta de urgência.

O gestor deve tratar de fazer um planejamento de entrega das demandas e manter uma comunicação aberta e horizontal com toda a equipe para definir e ajustar as prioridades conforme o curso dos projetos.

Ficou curioso? Saiba como extrair o melhor de sua equipe e ganhar em produtividade. Leia aqui!

O primeiro passo pra ter uma boa equipe é ter um bom líder!
Então confira aqui como aprimorar suas habilidades em liderança.

 

[contact-form-7 id="29419" title="posts"]

Pin It on Pinterest